UM BLOG APOIADO PELO INSTITUTO FRANCISCO SÁ CARNEIRO

08
Jul 09

Durante todo o seu mandato, o Governo vem afirmando não ter aumentado nem os impostos, nem a carga fiscal, nem a despesa pública. Todavia, contra o que diariamente vem afirmando, a política orçamental do Governo tem sido a de aumentar a despesa pública e a de aumentar a carga fiscal, com impacto visivelmente negativo na economia. Uma política errada.

 Acontece que são os números oficiais retirados do próprio Orçamento do Estado os primeiros a desmentir o Governo. Vejamos o que respeita aos Impostos.

1. A receita dos impostos, incluindo segurança social, aumentou, em 2005, 3,4 mil milhões de euros, em 2006, 3,4 mil milhões de euros, em 2007, 4,1 mil milhões de euros, em 2008 a estimativa de aumento era de 2 mil milhões de euros, e em 2009 a previsão de aumento era de 3 mil milhões de euros.

 2. Para além de um aumento nominal, trata-se de um aumento real. Em percentagem, os aumentos foram os seguintes: 6,7%, em 2005; 6,2%, em 2006, o dobro da inflação de 3,1%; 7,2% em 2007, praticamente o triplo da inflação de 2,5%; 3,2%, em 2008, superior à inflação de 2,9%; 4,8%, em 2009, o dobro da inflação prevista de 2,5%.

3. Para além de um aumento nominal e real, o peso dos impostos subiu sempre em termos do próprio PIB, passando de 34,9% em 2005 para 38,1% em 2009, registando os valores intermédios de 36%, em 2006, 36,7%, em 2007, e 37,5%, em 2007 e 2008.

4. Em suma, os Impostos subiram em valor absoluto e nominal, em termos reais, pois bem acima da inflação e aumentaram de peso relativamente ao PIB.

5.  Para além de constituir uma política errada, negá-la revela uma total falta de respeito para com os cidadãos.

Falar verdade, precisa-se.

publicado por a. pinho cardão às 23:13

comentários:
Embora não tenha qualquer dúvida quanto à subida dos impostos, é importante perceber qual a parte que é devida ao aumento da eficiência fiscal.
Devo acrescentar que esta maior eficiência é - em grande medida - fruto do trabalho de governos anteriores.
Paulo Lobato a 9 de Julho de 2009 às 22:28

Uma parte, pequena parte!...
E que se deve às medidas tomadas peloa Ministra Ferreira Leite, lá isso deve.
a.pinho cardao a 9 de Julho de 2009 às 23:26

pesquisar
 
Últimos comentários
Se o balanço do trabalho do IFSC é claramente posi...
"Que o país quer genericamente mais do mesmo, é ev...
O foco neste momento são as autarquias. Penso que ...
http://osocratico.blogspot.com/2009/09/as-ultimas-...
Mais uma vez repito: o método dHhondt tem consequê...
Portugal valia o esforço de um homem de bem. Pelo ...
Esta não é a geração rasca mas diria mesmo que exi...
Confesso que estava com algum receio dos eventuais...
Concordo totalmente. Aliás, há vários dias - antes...
Excelente comentário, claro e sucinto, sobre a rea...
Twitter
subscrever feeds
Últimas ligações para este blog
Twingly Blog Search link:http://novaspoliticas.blogs.sapo.pt/ sort:published

Blog Política de Verdade

Banners

Novas Políticas

Novas Políticas