UM BLOG APOIADO PELO INSTITUTO FRANCISCO SÁ CARNEIRO

02
Set 09

Depois de muitos saberem que a derrota do PS nas eleições legislativas é, cada vez mais, uma possibilidade bem real, os Portugueses ontem tiveram a prova clara que, até o próprio PM já não acredita nessa vitória.

Da maçadora entrevista com José Sócrates destacam-se dois sinais de fragilidade: o ataque desmesurado a Manuela Ferreira Leite e o fim do tabu da maioria absoluta.

No primeiro caso, Sócrates passou a entrevista a atacar, sempre que podia, a propósito e a despropósito, a liderança do PSD. Qualquer livro básico de estratégia política ensina: valorizar em excesso o nosso adversário – comparando-nos com ele, dando-lhe importância, tentando menorizá-lo e ridicularizá-lo – é um sinal de fraqueza. E Sócrates ontem estava, nesse aspecto imparável. Uma sanha como há muito não se via.

Por outro lado, e para os ouvidos mais atentos, o PM acabou também por mostrar o seu segundo sinal de fraqueza. No PS, já não se fala numa vitória em maioria absoluta, mas num Governo que dure quatro anos em condições de estabilidade. E, como já se sabe que, provavelmente, quem ganhar em Setembro não conseguirá uma maioria absoluta, ontem tivemos a confirmação que, se necessário for, uma vitória do PS trará, como brinde, PCP e/ou BE para o Governo: «Não excluo nada», Sócrates dixit, quando confrontado com essas questões.

Será que é isso mesmo que queremos?

publicado por Francisco Mota Ferreira às 11:55

comentários:
Maquiavel é que sabia, há 2 formas de fazer política: dizer bem de nós próprios ou - quando não podemos fazê-lo - dizer mal do adversário. Foi isso que Sócrates fez...
Luis Melo a 2 de Setembro de 2009 às 19:53

Luis Melo
Perdoe-me que o rectifique: não foi o que Sócrates fez, foi sim, o que desde há quatro anos tem feito sempre!
Maria Fernanda a 4 de Setembro de 2009 às 21:06

Eu acredito que o PS deixará de pertencer às duas primeiras forças politicas, será ultrapassado por mais do que um partido.
Tmb acredito que o PSD ganhará as eleições mas sem maioria absoluta, e acredito que este ano os portugueses serão representados por mais do que 5 listas no parlamento.
Marcelo a 5 de Setembro de 2009 às 21:41

Isto sim, é fé!.... e verdade (política de verdade)
Assim até dá gosto ler prosas tão absorventes.
Continue com as suas previsões que ainda chega a ministro sombra no PSD
Joaninha a 7 de Setembro de 2009 às 00:53

pesquisar
 
Últimos comentários
Se o balanço do trabalho do IFSC é claramente posi...
"Que o país quer genericamente mais do mesmo, é ev...
O foco neste momento são as autarquias. Penso que ...
http://osocratico.blogspot.com/2009/09/as-ultimas-...
Mais uma vez repito: o método dHhondt tem consequê...
Portugal valia o esforço de um homem de bem. Pelo ...
Esta não é a geração rasca mas diria mesmo que exi...
Confesso que estava com algum receio dos eventuais...
Concordo totalmente. Aliás, há vários dias - antes...
Excelente comentário, claro e sucinto, sobre a rea...
Twitter
subscrever feeds
Últimas ligações para este blog
Twingly Blog Search link:http://novaspoliticas.blogs.sapo.pt/ sort:published

Blog Política de Verdade

Banners

Novas Políticas

Novas Políticas